3 Passos para organizar as suas finanças em tempo de COVID-19


3 Passos para organizar as suas finanças em tempo de COVID-19

O futuro é incerto! O presente está a ser impensável! Esta crise surgiu sem aviso e sem precedente, e está a ser avassaladora. Os reflexos na economia serão muitos, já se sentem, e o peso nas carteiras dos portugueses será elevadíssimo. E por isso, deverá ter bem presente, nestes dias de isolamento, as questões financeiras. Prevenir, acautelar e ponderar! É o objetivo que lanço no artigo de hoje.

Como salvar as suas finanças em tempo de COVID-19?

No que respeita aos seus problemas financeiros deve começar por distinguir duas situações que terão relevo neste momento, e que se resume em perceber se os seus problemas surgiram agora, com a crise COVID-19, ou se já traz problemas financeiros do passado.

Peso do passado: quando os problemas financeiros já vêm do passado

Neste caso, a situação poderá ser ainda mais grave do que para aqueles que entram em dificuldade derivadas do cenário Covid-19, e os três passos, que agora apresento, poderão ser tardios... Serão sempre oportunos, mais se está numa situação económica difícil que vem do passado, poderão não ser suficientes! Não desespere, pois ainda assim, os seus problemas financeiros, poderão ter solução, requerem é outro tipo de intervenção na recuperação da sua situação económica difícil já existente.

Para sair dos problemas financeiros do passado, lei mais aqui.

Problemas financeiros criados pela Crise COVID-19

Esta crise trouxe várias dificuldades, começando pelos dias de isolamento e posteriormente nos rendimentos das famílias e empresários:

Os despedimentos, os regimes de lay-off (se quiser mais informações leia aqui), ou a queda abrupta nos seus rendimentos!

Para se prevenir para a situação que se aproxima, continue a ler:

3 Passos Fundamentais para manter as suas finanças saudáveis em tempo de COVID-19

três passos fundamentais para organizar as suas finanças em especial em tempos de crise económica:

• Quantificar • Analisar • Atuar

1. Quantificar:

Este é o ponto de partida para começar a melhorar na sua situação financeira, quantificar!

Quantificar o problema:

  • quanto entra,

  • quanto sai,

  • quanto deve e

  • quanto tem que pagar!

E este passo será assustador, principalmente para aqueles que não têm noção para onde é que vai o seu dinheiro todos os meses.

Quantificar implica visualizar um valor total! E esse valor é que vai permitir ter noção do problema e é nesse momento que para muitos se tornará real!... O que será bom pois poderão procurar resolver o problema!

Assim, para dar este primeiro passo é importante elencar todas as fontes de rendimento e respetivo valor, isto é quantificar o dinheiro que entra no seu bolso todos os meses!

Contabilizar todo o dinheiro que tem: nas contas à ordem, a prazo, os PPR, os aforros, as poupanças os investimentos, os títulos...

De igual forma, enumerar todas as despesas mensais e respetivos valores, TODAS: as essenciais, as “assim-assim” e as supérfluas...

Identificar todas as dívidas que tem pendentes, e valores que não pagou.

Identificar todos os créditos que tem e bem assim o valor em dívida e as respetivas prestações mensais.

Será trabalhoso, mas é absolutamente necessário. Só desta forma é possível ver a fotografia completa do que entra e o que sai do seu bolso, o Raio-X à sua situação financeira.

Conhece os 5 sinais de alerta em como está a caminhar para uma situação de insolvência?

2. Analisar:

Não pode dar o segundo passo, se não concluiu o primeiro. Os dados que reuniu no passo anterior são essenciais para dar este segundo passo com firmeza, que é a preparação para o próximo.

Analisar implica olhar para os dados recolhidos e pensar sobre eles.

Refletir para onde vai o seu dinheiro, onde o gasta, e

Ponderar se está a fazer um bom uso do seu dinheiro e

Considerar se os seus custos estão adequados ou à sua realidade.

Com a fotografia geral, consegue perceber se sobra ou se falta dinheiro e talvez concluir o que pode fazer para alterar a sua situação financeira.


Para saber como negociar com todos os seus credores e

organizar de forma global toda a sua situação financeira, leia mais aqui.

3. Atuar:

Este passo é conclusivo para a sua situação financeira.

É este passo que permitirá tomar as medidas necessárias com vista a alterar a sua situação económica.

Feita a quantificação e a análise da sua situação económica é possível tomar as rédeas da situação e atuar em conformidade.

Para melhorar a sua situação financeira, deve atuar nesta frente de ataque:

  • Cortar despesas supérfluas,

  • Planear uma poupança,

  • Renegociar contratos e pagamentos,

  • Acautelar os seus interesses e

  • Acompanhar a situação com mais detalhe e presença.

Dominando estes três passos, é possível assumir o controlo da sua situação financeira. Não é do dia para a noite que vai sair de uma situação económica difícil, mas estes três passos são os primeiros para o início desta jornada.

******

4. Extra:

O 4.º passo para sobreviver à crise financeira!

Se já passou pelos passos anteriores e conclui que está numa situação económica difícil , deixo uma sugestão adicional!

O 4.º passo para voltar a ter o controlo da sua situação financeira é falar com um Advogado para analisar a sua situação e encaminhá-lo para as soluções legais para evitar a insolvência da sua família.

Lopes da Silva | Advogado

  • Grey Facebook Icon
  • Ícone cinza LinkedIn
  • Grey Twitter Icon
  • Grey G+ Icon
  • Grey Instagram Icon

2013 - 2018

all rights reserved to

lOPES DA SIlva advogado

insolvência & revitalização